Imperdível sobre a Maratona  de Chicago!

Imperdível sobre a Maratona de Chicago!

Publicado por: Publicado: 30/09/2019 Visitas: 392 Comentários: 0

Dicas de Chicago

No domingo, 13 de outubro, mais de 40.000 corredores chegarão às ruas de Chicago pelo 42º ano da maratona. 

Maratona de Chicago é uma ótima corrida para aumentar seu limite, pois é plana, rápida e já foi sede de quatro recordes mundiais. 

Enquanto a corrida do ano passado viu chuva fria e garoa, se você tiver sorte com o dia perfeito de outono, é o curso dos sonhos da maratona.

Se você está buscando um melhor tempo - ou talvez até tentando se qualificar para Boston - é importante lembrar que existem muitos fatores que devem ser alinhados para que a maratona seja perfeita. Quando você pensa na frequência com que uma elite executa um registro pessoal, começará a apreciar o quão especial é o seu próprio registro quando isso acontece. Embora seja uma grande conquista correr um tempo melhor e alcançar seu objetivo, você também pode "vencer" a corrida executando uma maratona forte, mesmo que não seja a mais rápida. 

É tudo sobre como alcançar o seu melhor desempenho no dia determinado.

Antes de seguir a linha de partida em Grant Park, lembre-se dessas 10 coisas:

1. Visualize o Curso

Conhecer o curso é o primeiro passo para conquistá-lo. Antes do dia da corrida, reveja o mapa do percurso e familiarize-se com a localização das estações de ajuda (são 20 no total). Para visualizar a corrida, pode ser útil dividi-la em três - o lado norte, o oeste e a perna final no lado sul. Dessa forma, quando você estiver no curral na linha de largada, poderá se confortar pensando apenas no primeiro braço da corrida. Isso tira toda a pressão mental da tentativa de "comer o elefante de uma só vez".

2. Ponha-se no ritmo

O erro número um que os corredores cometem em Chicago é correr no lado norte - ou na primeira seção da maratona (da linha de largada à 10 milhas) - muito rápido. As temperaturas da manhã são geralmente frias, é bastante plana, e você fica empolgado - os três ingredientes que podem induzir a “a quebra” mais tarde na corrida, se não forem tratados com atenção. Você precisa ser paciente.

Além disso, por volta da milha 8, km12 os Frontrunners o levarão a dançar com muita energia em fantasias incríveis. É um desafio evitar pular e dançar, mas armazene essa energia para mais tarde na corrida.

3. Invista em minutos atentos

Depois de entrar no ritmo da corrida, você diminuirá e fluirá por áreas mais calmas e de alta energia no percurso. Quando você chegar às seções mais silenciosas, reserve um minuto e pense com atenção . Respire fundo  e sintonize a intensidade da sua respiração. É onde você deveria estar neste ponto da corrida? Caso contrário, diminua o ritmo.

Sintonize sua forma e pense dos pés à cabeça sobre o que está acontecendo em seu corpo (cabeça sobre os ombros, ombros relaxados, braços balançando como um pêndulo, quadris sob os ombros e pés pousando sob os quadris). Um minuto ou dois atentos o traz de volta ao que mais importa: manter uma mente e um corpo fortes.

4. As estações de ajuda

Seu posto de ajuda chegará a uma milha e meia da corrida, e cada um depois disso será espaçado de uma a duas milhas. Ao se aproximar do posto de socorro, corra no centro da rua e em direção ao meio das mesas (evite as primeiras mesas populares, onde a multidão causa gargalos no percurso). Preste atenção na ordem dos líquidos - Gatorade, seguido de água ou vice-versa. Identifique um voluntário olhando-o nos olhos ou apontando, tome os líquidos, beba sem derramar, agradeça ao voluntário e siga seu caminho.  (Você pode encontrar informações nas estações de assistência de Chicago no site da corrida .)

Seja intencional quando parar em um posto de ajuda, pensando com antecedência sobre qual combustível você precisa. As 20 estações de ajuda podem parecer um exagero quando você está no início, mas é importante planejar suas paradas antes do tempo, para que você não precise pensar nisso enquanto se cansa na corrida.

5. Execute as tangentes

Você se inscreveu para percorrer 26,2 milhas - não faça você correr mais do que precisa! Quando um curso é medido (e certificado), ele segue as tangentes às curvas. Uma tangente é uma linha reta do lado de fora da curva (ou o mais próximo dela, ainda na estrada). Se você se preparar para executar as tangentes nas curvas, garantirá sua corrida mais rápida - poderá adicionar mais de 800 metros ao percurso percorrendo as curvas mais longas! - e também manterá sua mente participe ativamente enquanto você ataca o curso com eficiência.

6. O vento

Eles não chamam de Windy City por nada. Se for um dia ventoso, você ficará surpreso com a quantidade de energia que pode economizar. Se o vento estiver vindo diretamente para você, corra atrás de uma pessoa mais alta ou de um grupo de pessoas correndo no seu ritmo. Se vier do lado direito, corra pelos ombros esquerdos. 

7. Acelere em alguns momentos

A melhor coisa da maratona de Chicago é o percurso plano e previsível. Mas isso também é o mais desafiador, pois você não tem o alívio físico e mental das descidas. Depois de entrar no ritmo da corrida no meio da corrida, adicione pickups de 20 a 30 segundos, onde você melhora o ritmo, corre mais rápido e mistura um pouco o ritmo para manter as pernas soltas. Você ficará surpreso com o fato de que a reviravolta um pouco mais rápida quando a fadiga começa a se manifestar (geralmente em torno de 17 a 21 milhas) pode manter as pernas frescas e a mente concentrada no ritmo.

8. Converse com você

Enquanto você navega por Chinatown, pelos dragões dançantes e pelas milhas mais difíceis da corrida (os 10 km finais), saia da cabeça e dedique cada milha a alguém que você ama, que te amou, que ajudou você a treinar, que apoiou você , que está doente, que limpou suas roupas de corrida “fedorentas”ou acreditou em você. Isso afastará sua mente da dor e o manterá motivado a concorrer ainda mais forte!

9. Olhos no horizonte

A pouco mais de 37 km do percurso, você estará na Michigan Avenue e correndo em direção a Grant Park - a linha de chegada. Você saberá disso porque poderá ver os arranha-céus à frente! Foco, força e garra!

10. O Mini Everest e a chegada

Não há muitas subidas na maratona de Chicago, mas há uma que você provavelmente se lembrará no final. Ao sair da Michigan Avenue para a Roosevelt Road, uma subida (mas parece o Everest) rsrsrs o receberá de braços abertos. Você ouvirá o rugido da multidão e do locutor no final, enquanto você sobe imaginando como algo tão pequeno poderia parecer tão difícil. Força, você está chegando lá.

E, finalmente, não importa a que horas pisque o relógio no final, comemore sua conquista! Sorria, pule ( se conseguir ), vibre e brinde com aquela cerveja gelada ( nem tanto rsrsrsrs).

 

 

Comentários

Escreva o comentário

Veja todas Últimos Posts